Oi gente, hoje vou resenhar um livro de uma das escritoras que eu sempre ouço bem e que estava super curiosa para conhecer sua escrita, e em parceria com a Novo Conceito, eu recebi A Lista, e e enfim tive a oportunidade de ter a minha primeira experiência com a autora. E só posso dizer que amei!

Autor: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito (livro cedido pela editora)
Número de páginas: 380
Classificação pessoal: ★★★★★-(Excelente)
Leia...se você ama livros imprevisíveis e apaixonantes.
Amei: A mensagem transmitida pelos nomes da Lista.
Primeiro quero dizer que amei a capa, está simplesmente maravilhosa, e também amei ver as abas no formato grande. Quanto a diagramação está ótima, pude ter uma leitura confortante e com a escrita da autora tive uma leitura bem fluida (devorei o livro em dois dias!).
Primeiramente, Katherine Logan ou melhor Kitty é uma jornalista que arruinou sua carreira, por atitudes desesperadas e impensadas só para conseguir uma boa matéria. E que agora está sendo acusada por difamação. Simplesmente todo mundo passa a odiá-la. 
E devido a isso, ela acaba atrasando suas visitas no hospital da sua querida e melhor amiga Constance, que está com câncer e nos seus últimos dias.
Não gosto quando os repórteres simplesmente usam as matérias para nos contar como se sentem. Quem se importa com o que o outro está pensando? Uma nação? Um gênero? Um sexo? Isso é o que me interessa mais. Refiro-me  a inserir entendimento em todos os aspectos da história, mostrar ao público que há sentimentos por trás das palavras.
pág 16
Constance é dona da revista Etecetera, e Kitty trabalha lá graças a ela, o que devido aos últimos acontecimentos é bem provável que perca o emprego.


Cem nomes... cem pessoas. Kitty Logan herda uma lista e a missão de contar uma história

Constance infelizmente morre, mas antes dela partir deixa a Kitty uma lista, com cem nomes nela, e apenas isso, não há registros de telefone, endereço nada, tudo que ela deixou foi uma Lista.


Embora Kitty não tivesse passado muito tempo com Constance nos últimos meses, ela sabia, por instinto, que a amiga estava lá. Quando uma pessoa querida morre, sentimos algo diferente. A ausência dessa pessoa dói a cada segundo do dia.
pág 45

A revista pretende fazer para a próxima edição uma matéria em homenagem a Constante, e Pete, um cara atraente mais muito bravo também, busca por ideias para homenageá-la na próxima matéria. Até que Kitty tem a ideia brilhante de escrever a história das pessoas que estão naquela lista. 
Acontece que vai ser um trabalho complicado, principalmente por que não tem nenhuma informação sobre ninguém da lista, e quando tenta ligar para alguns nomes dos cem, ninguém nunca ouviu falar de Constance, ou não quer atende-la. 

Durante o trabalho, ela ainda tem que enfrentar chegar em casa (na sua quitinete) e se deparar com coisas nojentas que as pessoas escrevem ou deixam na frente de sua porta, e a pedido de socorro e consolo ela chama Steven, seu melhor amigo, para ajuda-la eles acabam não tendo uma conversa muito agradável, e logo depois Kitty descobre que seu namorado, Glen, a deixou.


Ela tapou o nariz e a boca com a jaqueta enquanto subia correndo as escadas até o apartamento e tentou convencer a si mesma de que o cheiro insuportável era o motivo do seu choro.
pág 102
A história tem muitas parte bem imprevisíveis o que eu gostei bastante. Havia partes que ia lendo e imaginava que iria acontecer algo, e logo viera a quebra de expectativa o que deixou bastante empolgante. 

Ao longo do livro, vamos conhecendo algumas histórias das pessoas que estão na lista, e uma mistura de drama e humor, eu conclui o quanto eu amei ter lido esse livro e suas histórias, cada uma surpreendente, que claro, eu não irei contar, mas que faz a gente repensar que cada um sempre tem uma história para contar, importando quem seja.

Embora a conversa não muito legal que Steven tem com Kitty no começo da história, eu gostaria muito de ter um amigo igual e que pensasse como ele. Steven é um cara muito sincero e fala tudo que acha na cara de sua amiga, sem ter medo de ser feliz, e ao mesmo tempo consegue ser o cara mais fofo. 
Há momentos de ódio e alegria, e eu amei do mesmo jeito. Esse é um livro que eu recomendo para todo mundo, principalmente você nunca pegou um livro para ler.



4 Comentários

  1. Fiquei muito curiosa para ler depois dessa resenha.
    Acho que é o tipo de leitura que te surpreende!

    Boutique de Clichês

    ResponderExcluir
  2. primeira resenha que leio desse livro, o único livro que eu li da autora foi simplesmente acontece e adorei, vou ler esse e espero gostar tambem.

    ResponderExcluir
  3. Fui na Leitura e vi o livro semana passada. Peguei para ler atrás justamente por causa dessa capa maravilhosa, amo essas cores e o desenho está perfeito com o titulo no meio e uns detalhes prateados.
    Depois que li atrás da capa me interessei demais pela estória, e quase comprei, só não deu para levar pq eu já estava com 4 na mão, haha. Mas está em planos adquirir esse.
    A sua resenha está muito boa, gostei e consegui visualizar bem que tipo de estória se trata e com certeza faz o meu gosto, sabendo que mostra a evolução do personagem e que é emocionante já me anima mtoooo!
    Fiquei bem curiosa com a lista e os motivos de cada nome estar lá e como ela vai entrevista essas 100 pessoas? Super curiosa com tudo!
    Com certeza vou ler!

    ResponderExcluir
  4. Olá
    ai meu deus, eu ainda não tinha visto que a capa era colorida por dentro, nossa que detalhe muito fofa, sou fã da autora e fiquei louco quando vi esse lançamento aqui kkk, pretendo comprar esse mês e ler o mais breve possível
    Bjks

    ResponderExcluir

Olá gente! Por favor sintam-se a vontade para comentar. O gemices está de portas abertas para críticas construtivas.Caso haja algum comentário fora dos valores morais, iremos excluir de imediato. Deixem o link do blog de vocês que iremos retribuir todos que seguem aqui!
Beijocas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...